quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

MENSAGEM DE ENCERRAMENTO DO ANO DE 2016

É com grande alegria  e gratidão que encerro meu último blog deste ano; gratidão a todos vocês que acompanharam meus textos e também minha página do face "Espiritualidade Prática".

Sei que este ano não foi nada fácil para muita gente, inclusive para mim, mas também sei que alegrias e superações das dificuldades também não faltaram. Por isso mesmo estou escrevendo esta mensagem, pois apesar de ter tido muitas dificuldades para iniciar meus trabalhos também recebi compensações que me trouxeram grande satisfação. Grande satisfação por poder transmitir meus poucos conhecimentos que possuo sobre saúde, espiritualidade e comportamento, mas que são úteis para mim e espero, tenham sido e sejam úteis para vocês também. Digo poucos conhecimentos porque ninguém, inclusive eu, possui todo conhecimento deste Universo tão vasto, pois se somos uma minúscula parte Dele, como saberíamos a totalidade? mas nós aprendemos exatamente tudo de que precisamos para esta vida e não tudo aquilo que gostaríamos.

Ninguém sabe exatamente tudo de um assunto, por isso mesmo que existem as complementações. Se vocês não viram por aqui o que procuravam, provavelmente viram em outro lugar ou vice-versa. É assim que é. E é assim que é e foi a nossa vida neste ano de 2016. Você pode ter falado que este não foi um ano nada gratificante, mas com certeza ele trouxe também compensações, embora talvez você não tenha percebido, pois na maioria das vezes somos condicionados a valorizarmos muito mais as dificuldades do que as facilidades que a vida nos oferece. A vida é feita disso, ciclos, compensações, complementos, nada é exatamente uma coisa só, nada pode ser só alegria, saúde, paz, como também só tristeza, doença, aborrecimentos, pois tudo tende ao equilíbrio. Num ano quase nunca vamos realizar exatamente tudo que queremos, mas também não vamos deixar de realizar algo. Todos os anos sem exceção, haverá altos e baixos, alguns sobretudo altos outros baixos, mas sempre haverá também compensações. Nem sempre podemos controlar  as diversas situações externas que nos apresentam, mas podemos controlar nossas atitudes e nossa maneira de encarar os fatos, nunca se esqueçam disso! É por isso que envio esta mensagem a todos vocês que fizeram ou que ainda farão parte deste meu trabalho que considero simples, mas que espero que ele seja sempre útil a quem precisa, pois este é um dos meus objetivos sinceros para 2017: Transmitir tudo aquilo que  aprendi e/ou vivenciei para tornar a vida de vocês muito mais fácil, menos tensa e poder seguir em frente apesar de tudo. 



Estarei sempre preparando o meu melhor e espero que ele seja para  vocês também!

Que 2017 seja um ano de muita luz e inspiração para todos vocês!!
Gratidão!!




 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

ANGÚSTIA NOS FINAIS DE ANO E EM DATAS ESPECÍFICAS. POR QUE QUASE SEMPRE ISSO ACONTECE?


Quase todo mundo passa ou já passou por isso pelo menos algumas vezes, não somente nos finais e inícios de ano como em datas comemorativas de Natal ou em datas de aniversário que são as principais. Veja os tópicos principais que podem fazer qualquer pessoa predisposta, cair  na angústia dessas datas:

Ansiedade  em querer manter tudo sob controle para que saia exatamente como planejado ou como deveria ser no dia - Aí começam as listas infindáveis de deveres tanto da própria aparência como cuidar do cabelo, roupas, acessórios, beleza, etc  quanto dos "deveres" para com familiares, parentes, companheiro(a), colegas de estudo/trabalho, pessoas conhecidas, etc como presentes, convites, preparação das festas e tudo o mais, e quando  muitas vezes  não conseguem, se sentem culpadas e incompetentes, e mesmo que até consigam cumprir com suas "obrigações sociais" a satisfação é apenas temporária tanto pelo estresse acumulado quanto pelo vazio que o próprio tédio "pós-dever" deixa.

Na sociedade em geral já fica implícito de que o ano já terminou e não adianta mais pensar no que pode ser feito a não ser os preparativos para o novo ano - Muitos profissionais de que precisamos acabam aderindo a isso e ficamos sem rumo quando precisamos de médicos, dentistas, pedreiros, advogados, etc. e parece que quanto mais tememos necessitar mais realmente necessitamos. Nessas datas é muito comum as férias prolongadas de quem mais precisamos... Por isso, fique sempre atento ao menor sinal de problemas seja de que ordem for, a fim de procurar solução bem antes destas datas. Não se preocupe com os imprevistos. Eles terão solução de alguma forma. O mesmo se dá quando você quer realizar algo que geralmente tanto no final quanto no início do ano não é possível e justamente quando mais se quer no momento. Nestes casos basta deixar suas energias reservadas para quando puder fazendo outras atividades ou aproveitando para planejar melhor.

Comparações com datas anteriores - Seja que data for e que nos leva a fazer um balanço de que anos anteriores foram melhores que os atuais, pois já não temos mais as mesmas pessoas de anos atrás que estiveram conosco, por vários motivos, levando muitas pessoas a sentirem aquela nostalgia inerente. Neste caso é preciso praticar o desapego e aprender a se adaptar com as novas circunstâncias. Aprender que aqueles  que não estão mais conosco fisicamente podem estar de uma outra forma. E mesmo que não estiverem, lembrar que não farão nenhuma falta e que novos contatos se fazem necessários para nossa evolução.

Sensação de que os anos passam e com isso ficamos mais velhinhos ou mais próximos do fim de nossas vidas - Especialmente em aniversários, aí a insegurança costuma alcançar principalmente quem dá muita atenção à parte externa, material e somente para as aparências. Nem sempre vamos ter a mesma capacidade de fazer o que fazíamos antes, mas também podemos fazer coisas que antes eram praticamente inviáveis. Tudo vai ter sempre o lado positivo e negativo e o equilíbrio é fundamental nesses opostos. Dar a devida importância e valor às experiências que os anos sempre  proporcionam, criar novas oportunidades e aproveitá-las ao máximo a partir de certas limitações e conhecer e praticar a espiritualidade com espontaneidade e responsabilidade faz grande diferença.

Lista dos deveres de que ano novo é vida nova, então você sempre terá que ter novos objetivos, novas metas, etc além de ter de cumprí-las à risca, afinal você não cumpriu no ano anterior - Todas essas obrigações e crenças de que todo ano se deve entrar com  novas metas e objetivos e cumpri-los todos faz você se ver na obrigação de fazer de tudo para que as coisas saiam conforme se fala por aí, mas você sabe que no fundo, não vai adiantar fazer nada forçado se tudo depende mais do seu autoconhecimento e sua espontaneidade principalmente de ser livre de tantas obrigações impostas tanto externas quanto internas. Cuidado de só querer realizar as coisas só porque você pensa que todo mundo faz isso e você não pode ficar fora dessa.

Tudo fica mais caro tanto no final  quanto no início do ano e você não está preparada para isso -  As aquisições ficam quase inacessíveis e você apela para as dívidas só para dar conta de cumprir seus deveres ou seus anseios. O desequilíbrio financeiro é geralmente causado pelo desequilíbrio emocional e também da autoimposição de que devemos sempre ajudar quem quer que seja não importam as circunstâncias, especialmente nessas datas, afinal, onde fica a solidariedade? É preciso se conscientizar de que ajuda ou solidariedade é estar disposto a ensinar os outros a fazer as coisas, e não realizar por elas. Lembrando sempre que todos têm capacidade a partir de certa idade e que todos têm limitações em ajudar também, inclusive você.

A pressa ou o "dever" em terminar ou iniciar algo por causa da crença de que não se deve fazer nos términos/inícios de ano, pode levar a problemas - Nestes casos não leve em consideração o fato de ter de terminar e iniciar qualquer coisa só porque o ano está terminando ou iniciando. Não há nenhum fundamento em relacionar os términos/inícios de ano com as coisas que quer ou  precisa  realizar. Leve a vida como se pode levar. Cuidado com as crenças limitantes.

Medo de doar tanto e não receber nada em troca - Essa costuma ser uma das sensações mais desagradáveis quando se fica com expectativas de que alguém vai retribuir de alguma forma o que se faz, já que se esforça tanto porque acha que é dever. Para isso lembre-se de se colocar em primeiro lugar doando antes de tudo para si mesmo antes de doar para os outros e de maneira a não necessitar de retribuição, pois se prevê de que não precisa nada disso já que se tem tudo de sobra a ponto de doar para os outros e de coração aberto, sem nenhuma obrigação e esforço.

Ter que fingir que está tudo bem para não estragar a festa ou comemoração - Você não precisa sair por aí abrindo seu coração para as pessoas e nem falando realmente tudo o que pensa, mas também é importante não fazer de conta que está feliz só para agradar. Mantenha-se neutro e espontâneo, sendo você mesmo(a) em todas as ocasiões. Pequenos compromissos sociais fazem parte, mas sem forçar nada para parecer melhor aos olhos dos outros. Se não gosta de participar de algo por exemplo, procure expor isso de uma forma que não vá magoar ninguém. No fundo as pessoas preferem e valorizam a sinceridade mesmo não gostando de início. Mas sinceridade com educação devem andar sempre juntas, não se esqueça.



Para refletir:
Numa sociedade que mais valoriza de imediato a aparência do que a essência, é natural que a grande maioria das pessoas se sintam no dever de realizar tudo isso. Fala-se muito de paz, amor, felicidade quando tudo isso depende muito mais do que se obriga a fazer como deixar a casa bem arrumada e limpa assim como a própria aparência intacta para receber os amigos de braços abertos e dando os presentes mais caros que  estiver em mãos do que ser espontãneo e fazer aquilo que realmente se sente. Afinal, todo mundo quer receber os seus presentes, receber abraços, cartões ou mensagens de felicitações. Isso tudo não seria mal se não houvesse a obrigatoriedade da sociedade ou mesmo da própria pessoa e justamente nessas datas. Seria maravilhoso se tudo fosse espontâneo e independente de datas prefixadas. Nem sempre estamos dispostos a renovar nossa casa, nossa aparência, em comprar presentes muitas vezes caros e até de visitar pessoas apenas para impressioná-las nessas datas, e aí que surge a ansiedade e o vazio do tédio por não serem justos conosco. Tudo que nos é imposto, tanto pela sociedade quanto de nós mesmos ou mesmo de pessoas em geral, pode gerar um desequilíbrio brusco tanto no corpo quanto na mente. Daí surge a angústia e consequentemente o vazio.

Lembre-se que o que termina nessas datas é apenas o calendário de mais um ano e não sua vida ou a vida de alguém. A vida em geral, a luz solar, as estrelas continuam a mesma coisa e o que inicia é só um outro  calendário/ano. Cada ano tem suas influências assim como você, e são apenas influências diferentes que você precisa se adaptar a elas mas de uma maneira espontânea, sem querer controlar tudo. Passar um Natal, um Ano Novo, um aniversário feliz ou qualquer outra data importante é antes de mais nada estar em paz consigo mesmo e com os demais, sem culpas, sem máscaras, sem estresse e sem aquele vazio interior, e não somente recebendo muitos presentes, mensagens de felicitações, com festas incríveis e manter as aparências fazendo parecer que tudo está sob controle quando na verdade é apenas uma ilusão..



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

MÉTODOS DE LIMPEZA E ENERGIZAÇÃO DOS CRISTAIS

Toda pedra/cristal precisa ser limpo e energizado sempre quando:
a) For adquirido pela primeira vez, seja ele ganhado ou comprado e:
b) Quando já tiver sido utilizado várias vezes tanto pelo(a) próprio(a) dono(a) quanto para outra pessoa. Após limpos e energizados e caso não sejam utilizados logo, podem ser guardados por até dois meses em recipientes só para eles dentro de saquinhos (opcional) que podem ser de papel, plástico ou tecido (de preferência os de algodão, brancos ou de outras cores mais suaves ou mesmo escuras, não importa). No caso, um saquinho que não seja o que normalmente vem quando se adquire e sempre um novo. Os saquinhos de papel são mais práticos porque além de virem prontos para o uso, ainda se pode escrever o nome da pedra/cristal neles como eu mesma faço. Quanto ao recipiente para colocar os saquinhos com as pedras dentro, eu uso uma caixa de madeira artesanal de tamanho médio para caber as pedras que tenho. A pessoa escolhe o que for mais conveniente para ela, desde que fiquem bem armazenadas e sem perigo de alguém mexer. 
Quando se utiliza um cristal para usar novamente no dia seguinte ou no máximo até uma semana, basta apenas limpar as pedras, sem precisar energizá-las, exceto se for em outra pessoa. A partir de uma semana contínua de uso e numa mesma pessoa, é preciso energizar novamente depois de limpar. É bom adquirir vários cristais de uma mesma espécie a fim de ficar mais prático para quem trabalha exclusivamente com a cristaloterapia (terapia com cristais). Assim ficaria uma pedra para cada pessoa que vai se tratar quando se refere à várias pessoas, especialmente quando precisam das mesmas pedras, dessa forma evitando-se de ter de limpar e energizá-las para serem usadas em outra pessoa, já que é preciso remover a energia da pessoa anterior.

Seguem agora os métodos de limpar as pedras para depois energizá-las:
Limpeza dos cristais:
Existem várias maneiras de limpar as pedras/cristais, incluindo lavá-las diretamente sob as águas de cachoeira, água de chuva, correntezas de rios limpos, etc, mas  a que considero mais prática e eficiente também, sem dúvida é lavá-las direto na água da torneira mesmo e não precisa ser filtrada, mesmo porque pela água de chuva dependendo da localidade em que se encontra, ela viria mais  suja do que limpa, visto que a água pode cair em lugares sujos antes de cair sobre os cristais; a água de cachoeira e de correnteza de rios limpos ficaria de difícil acesso para a maioria das pessoas que moram mais nas cidades. Há também quem mergulhe na água e sal grosso ou fino, mas não é muito aconselhável, já que podem muitas vezes danificar algumas pedras principalmente as que possuem metal em sua composição, além de alterar a coloração de muitas delas. Há a técnica de limpeza do incenso, principalmente os próprios para limpeza; a técnica usando alguns chás  como o chá de artemísia ou de sálvia que deve ser utilizado depois de frio e coado para emergi-los por algumas horinhas. As próprias pedras em água da torneira mesmo ou mineral deixadas imersas por algumas horas (que varia de 1 a 2 horas) sob o sol ou não, apesar do sol também poder danificar ou descolorir algumas pedras, assim como o sal, sem falar que há regiões e épocas em que dificilmente irradia a luz solar e aí depender disto ficaria bastante restrito. Soprar a pedra depois de usada também pode ser feito para limpeza rápida. Enfim, cada pessoa escolhe o método mais adequado, prático e eficiente de fazer a limpeza dos cristais. Eu uso há muito tempo o primeiro método, o de lavar em água corrente e deixá-las secar naturalmente à sombra em uma toalha felpuda branca apoiada numa bandeja de isopor, e tem dado ótimos resultados sem nenhum trabalho e sem nenhum problema. Aprendi num livro específico e num curso de terapias com cristais e nunca mais abandonei esse método.

Energização dos cristais:
Já para energizar os cristais há mais opções: Pela defumação com incenso (usado para energização). Postos de molho na água e sal grosso (desaconselháveis em alguns casos dependendo das pedras) ou mesmo no próprio recipiente com sal sem água por algumas horas (geralmente por duas horas). Na terra, deixando pelo tempo que achar necessário como se fosse enterrar uma semente (neste caso uma terra boa e limpa, mas nesses casos a pedra não poderá ter nenhuma rachadura pois ficará manchada). Postos de molho somente em água e sob o sol, ou não (neste caso, estando sob o sol da manhã de preferência, e até às 10:00, tomar o devido cuidado com as pedras sensíveis ao raios solares e por no máximo duas horas) e se for somente na água, pode ser deixado por 12 horas, sob o luar a  noite toda, especialmente na fase da lua cheia, deixando uma peneira fina em cima para não cair sujeiras. Colocando-as ao redor de uma drusa ou cristal gerador (depois de lavado e secado naturalmente) e deixando pelo tempo que for necessário. Agora, para quem lida com a radiestesia/radiônica, o mais prático seria depois de limpas e secas naturalmente, colocar as pedras no meio de um gráfico radiônico, especialmente o da "alta vitalidade" que é um gráfico de quatro círculos onde ao centro e horizontalmente se encontram os números 7 e 9 repetidos havendo alteração do número 1 na frente e uma única vez em alguns. Neste gráfico depois de potencializá-lo com o pêndulo 21 vezes, colocam-se as pedras nele por  24 horas e as pedras estarão perfeitamente energizadas. Eu mesma utilizo este método por ser um dos mais práticos, mas para quem não tem este gráfico, pode ser adquirido  em lojas virtuais, desde que seja de material resistente, mas também pode-se obter um por imagem, copiar, imprimir num papel cartão ou sulfite e mandar plastificar, porém para uso constante, recomendo o de material rígido. Caso você não faça uso do  pêndulo, passe apenas um pano macio escuro e limpo por 21 vezes ou várias vezes que achar necessário em círculo no gráfico, antes de colocar as pedras ao centro. Pelo próprio pêndulo para quem o utiliza, também pode-se energizar as pedras girando em sentido horário por várias vezes sobre elas. Há também quem sopre cada pedra para voltar a energizá-las e esfregue as pedras entre as mãos ou depois de esfregá-las, põe as pedras entre elas. Tanto a limpeza quanto a energização das pedras não param por aí, há muitas outras maneiras criativas e eficientes que cada um pode desenvolver a sua conforme o tempo de utilização desses maravilhosos meios terapêuticos que são os cristais e só com a experiência de cada um e com cada pedra é que se dá para escolher o melhor método. (alguns métodos já estão sendo descontinuados  por muitos terapeutas, como por exemplo, o sal grosso na água e em quantidades fixas, de tempos prefixados para limpar e energizar etc). Hoje se analisa mais  a reação química de cada pedra e também a intuição mediante a prática de cada um sem se prender a regras fixas e sem  fundamento lógico.


Cuidados com os cristais/pedras: sempre que for mexer e lidar com as pedras não o faça com as mãos sujas e nem quando estiver com emoções negativas como a raiva, o medo, a insegurança, etc, nestes casos seria bom se acalmar primeiro. Esfregar as mãos juntas até senti-las quentes antes de pegá-las não é uma regra essencial, mas se torna uma prática benéfica; também não é bom deixar outras pessoas tocarem nas suas pedras depois de limpas e energizadas. Os cristais captam nossas energias mais rápido que qualquer outro objeto terapêutico, por isso esse cuidado é fundamental. Os cristais que vão ser usados para uso terapêutico não podem ser deixados próximos de aparelhos eletroeletrônicos pela interferência dos mesmos, podendo alterar suas energias. A programação das pedras e cristais não se faz necessária, exceto para os que acreditam que sem realizar esse procedimento, as pedras/cristais não vão funcionar. Uma breve meditação com as pedras na hora de utilizá-las já  é suficiente para transmitir mais energia. Mas caso tenha se esquecido de fazê-lo, não se preocupe, elas vão funcionar da mesma forma.  Ainda sobrevivem muitas falsas crenças sobre o uso dos cristais que acabam limitando quem os utiliza, sem comprovação lógica. Siga apenas o que acredita ser para si mesmo e seja livre para experimentar e provar a veracidade ou não do que dizem.




quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

OS ARCANOS DO TAROT E OS SETE CHAKRAS

Depois de ter mencionado sobre os sete chakras básicos, relacionei algumas das cartas dos arcanos maiores que de certa forma têm algo a ver com cada um deles. As referências das cartas podem mudar conforme o entendimento de cada pessoa para cada chakra, mas isso não tem nenhum problema, já que cada pessoa pode interpretar da sua maneira desde que não saia do contexto principal de cada arcano relacionado com cada centro energético.

Chakra base - O arcano que relacionei foi  "A Força" que remete aos instintos primitivos do homem e o autocontrole relacionado. Também ao forte magnetismo e coragem que esta carta evidencia.

 
Chakra umbilical - Os arcanos que relacionei com este chakra foram "O Imperador" e "A Imperatriz" pois o primeiro rege o sistema muscular e o segundo o reprodutor. Pela segurança emocional e autoestima dos dois arcanos e também pela motivação para realização dos desejos com coragem e firmeza de propósitos.


Chakra do plexo solar - "O Sol" que transmite a alegria de viver unido à visão para melhor esclarecimentos; pelo nome que o mesmo impõe e pela cor amarela do próprio chakra, além da prosperidade que ele representa.


Chakra cardíaco - "Os Enamorados" que fala de amor e harmonia apesar dos conflitos mas que tanto o chakra quanto o arcano expressam, tendo como base principal os sentimentos.



Chakra laríngeo - "O Mago" que apesar de estar ligado à espiritualidade, à iniciação e aos quatro elementos, está também ligado à comunicação e à maneira como ele se expressa levando à direção dos objetivos.


Chakra frontal - Escolhi "A Papisa" (Sacerdotisa) que se utiliza do lado intuitivo e da sabedoria mais profunda para se expressar no contexto geral, além de transmitir a espiritualidade.


Chakra coronário - Aqui escolhi "O Mundo", um dos arcanos que melhor relaciona este chakra que expressa início e fim de ciclo além do contato com o ser mais profundo aproximando-se da completude, da totalidade e do mais alto grau de elevação espiritual.


Com a menção desses chakras, na hora de fazer a consulta para saber qual(is) chakra(s) está(ão) desequilibrado(s), fica bem mais fácil identificar o desequlíbrio/equilíbrio mesmo não saindo exatamente os mesmos arcanos que foram mencionados, mas saindo outros arcanos que têm a ver com determinado chakra, já se pode  ter uma ideia clara e precisa do equilíbrio em si.  No caso dos arcanos acima tomados como referencial para cada chakra e aparecerem por exemplo em um outro centro energético que não o mencionado, será fácil perceber que um chakra está dependendo do equilíbrio do outro. Por exemplo, se O Mago que se refere ao chakra laríngeo, sair no chakra cardíaco, não significa que esteja em desequilíbrio, mas estará mais equilibrado quando se equilibrar o do laríngeo, principalmente se for através da comunicação, da criatividade e também da espiritualidade, ou seja, expressar mais as qualidades do  arcano O Mago, principalmente  através de palavras. No caso, um chakra quase sempre vai depender do equilíbrio do outro e assim sucessivamente.
As cartas mais comumente indicativas de desequilíbrio dos centros energéticos são os seguintes: O Eremita/Ermitão e O Pendurado (perda de energia), A Roda da Fortuna (instabilidade), O Diabo e O Louco (excessos), A Morte e A Torre (*rupturas) e A Lua (algo oculto, ainda não identificado), que seria bom tirar outra carta para poder identificar. Se a carta for positiva, analisar este chakra como desequilibrado através dos medos (conscientes ou mesmo inconscientes) do consulente e se for negativa, o mistério estará revelado.
* rupturas: não significa que o próprio chakra está rompido mas que o equilíbrio do mesmo está.

 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CONHEÇA OS SETE CHAKRAS PRINCIPAIS

Chakra ou Chacra, em sânscrito, quer dizer roda da vida ou círculo de fogo, e são os centros energéticos localizados no nosso campo áurico, que servem principalmente para manter a transferência contínua entre as fontes de energia espiritual (universo espiritual) e telúrica (mundo natural) com o plano material (corpo orgânico).  Existem, segundo estudiosos, mais de centenas de milhares de chakras, mas vou mencionar aqui apenas os sete principais que é de suma importância conhecê-los para entendermos melhor como nossos equilíbrios físico, emocional, mental e sutil dependem deles. A seguir, resumo das principais características de cada chakra (não darei aqui um estudo aprofundado dos 7 chakras, mas apenas o básico):

(1) CHAKRA BASE: Também conhecido como sacro, kundalini ou Muladhara (raiz da vida). Localizado na região pélvica. Está associado ao olfato, pois se encontra ligado ao plano de sobrevivência e a percepção mais primitiva do ser humano. Este chakra rege os órgãos genitais, os dentes, as unhas, os cabelos, os ossos, a coluna vertebral, o intestino grosso e toda a parte da pélvis, coxas, pernas e pés. Demais informações - Sistema: esquelético. Glândulas: suprarrenais. Campo áurico correspondente: físico.  Cor associada: vermelho intenso. Mantra associado: LAM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico). Elemento: terra. Princípio básico: vontade física para ser, aterramento. Estado interior: segurança, estabilidade. Estado exterior: solidez. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: Problemas de peso, hemorróidas, constipação, dor ciática, artrite degenerativa, problemas nos joelhos, preguiça, apatia, impotência, frigidez, insegurança falta de apetite, doenças nos órgãos excretores ou nos ossos, hostilidade, raiva, fobia, desajuste social, compulsão sexual, vícios em geral, queda de cabelo, ossos e dentes fracos. Em equilíbrio: perseverança, autoestima, reconhecimento pessoal e social, busca da segurança pessoal, do trabalho como sobrevivência, da satisfação de forma honrada, da construção da vida material e sentimental de modo honesto e sereno. Alimentos: proteínas, carnes. Verbo: ter. Cristais: rubi, granada, jaspe vermelho, dentre outros de cor vermelha e também pretas (turmalina negra, ônix, obsidiana negra). Necessidades: alimentos fortes, sono. Força motriz: gravidade.
Uso excessivo do vermelho aumenta a impulsividade, nervosismo, confusão, desespero. Ausência do vermelho induz à passividade excessiva e inadequada capacidade de autodefesa.

(2) CHAKRA UMBILICAL: Também chamado de esplênico ou Svadhishthana (morada próxima da divindade), se encontra  na região do baixo abdome, ou quatro dedos abaixo do umbigo. Está associado ao paladar que é a região que testamos nossos desejos (alimento, prazer). Este chakra rege a saúde dos ovários, testículos, seios, bexiga, rins, intestino grosso, intestino delgado, músculos, cartilagens, veias, pele e região lombar. Demais informações - Sistemas: muscular, reprodutor. Glândulas: ovários e testículos (gônadas). Campo áurico correspondente: emocional. Cor associada: laranja. Mantra associado: VAM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico). Elemento: água. Princípio básico: reprodução criativa do ser. Estado interior: sentimento. Estado exterior: líquido. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: ciúme, vingança, vaidade excessiva, compulsão sexual, alcoolismo, ansiedade, desespero, sudorese, cistite, diarreia, infecção do sistema urinário, no intestino grosso, nos ovários ou na próstata, incerteza, vergonha, medo, culpa, reclusão, tristeza, inquietação, sensação de inadequação social, autorrepressão sexual, perda da libido, cólicas, flatulência, eructação, deficiência da produção do leite materno, má circulação,dores na região lombar, disfunção renal. Em equilíbrio: autoestima, serenidade, segurança emocional e mental, bons pensamentos, sociabilidade, integração familiar, coragem e motivação na realização dos desejos de forma honesta e justa. Alimentos: líquidos. Verbo: sentir. Cristais: cornalina, calcita laranja, pedra da lua, dentre outros de cor alaranjada. Necessidades: sono acima da média, condimentos, preparação para o futuro. Força motriz: atração dos opostos.
Uso excessivo do laranja leva à inquietação e à ansiedade. A ausência, ao desequilíbrio pela obstrução.

(3) CHAKRA  DO PLEXO SOLAR: Também conhecido por chakra do baço ou Manipura (repleto de jóias espirituais). Localizado na região do estômago. Está associado à visão que é por onde observamos e analisamos o mundo em sua plenitude. Este chakra rege a saúde do estômago, fígado, bílis, pâncreas, intestino delgado, região dorsal e à saúde psíquica. Se encontra conectado ao plano mental consciente (razão, ideais, planejamento). Demais informações - Sistema: digestivo.  Glândula: pâncreas. Campo áurico correspondente: mental. Cor associada: amarelo. Mantra associado: RAM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico). Elemento: fogo. Princípio básico: constituição do ser, vontade, poder, decisão. Estado interior: riso, alegria, raiva. Estado exterior: plasma. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: perfeccionismo, impaciência, intolerância, irritabilidade, ambição desmedida, moralismo, preconceito, arrogância, dispersão, esquecimento, compulsão alimentar, úlcera, gastrite, cirrose, diabetes, colesterolemia, obsessão, devaneio, utopia, inveja,  indecisão, distorção dos fatos, mentiras, estresse, insônia, má digestão, perda do apetite, hipoglicemia. Em equilíbrio: autoconfiança, flexibilidade, compreensão, organização, expressão sincera dos desejos, conhecimento da exata proporção da realidade, planejamento do futuro de forma racional às necessidades pessoais, prosperidade material. Alimentos: amido. Verbo: poder. Cristais: citrino, calcita amarela, topázio amarelo dentre outros de cor amarela. Necessidades: açúcar, sono normal. Força motriz: combustão. 
Uso excessivo do amarelo leva ao aumento da extroversão, busca de uma saída para as dificuldades. Ausência do amarelo leva a pessoa a sentir-se frustrada e presa ás normas sociais, sem espontaneidade.

(4) CHAKRA CARDÍACO: Também chamado chakra do coração ou  Anahata (divino e inviolável pelo homem). Localizado  na região torácica, no centro do peito, entre os mamilos. Está associado ao tato por onde expressamos todo tipo de emoção e sentimento. Este chakra rege a saúde do coração, da circulação sanguínea, dos pulmões, do esôfago, da traqueia e da região cervical, braços e mãos. Este chakra também elabora a conexão entre os três chakras inferiores (base, umbilical e plexo solar - vida material) e os três superiores (laríngeo, frontal e coronário - vida espiritual), simbolizando assim, o equilíbrio da vida. Demais informações - Sistema: circulatório. Glândula: timo. Campo áurico correspondente: astral. Cor associada: verde - também o rosa. Mantra associado: YAM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico). Elemento: ar. Princípio básico: abnegação do ser. Estado interior: amor, compaixão. Estado exterior: gasoso. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: amargura, revolta, ódio, medo de amar, autopiedade, angústia, taquicardia, hipertensão, doenças do sistema respiratório inferior ou do circulatório, nostalgia, carência, , mágoa, melancolia, vazio interior, lamentação, frustração, arrependimento, perda da fé, dor no peito, falta de ar, hipotensão, enfarte, deficiência imunológica. Em equilíbrio: amor-próprio, esperança, compaixão, perdão, felicidade, fraternidade, tolerância, alegria de viver, compreensão, ajuda ao próximo, devoção, fé. Verbo: amar. Cristais: aventurina, quartzo verde, quartzo rosa, rodocrosita, turmalina rosa, dentre outros de cor verde e também rosa. Necessidades: sono exagerado, alimentos simples. 
Uso excessivo do verde leva ao orgulho, perda de crescimento e apego à necessidade de autoafirmação. Ausência do verde e do rosa  leva à insensiblidade, à incapacidade e à dificuldade no contato com as pessoas.

(5) CHAKRA LARÍNGEO: Também conhecido como chakra da garganta ou Vishuddha (purificar a vida). Localizado na região anterior do pescoço, na base da garganta, entre as junções das clavículas. Está associado à audição que por meio da comunicação podemos construir amores, amizades e acordos com a polidez e a atenção ou destruí-los com a estupidez e a desconsideração. Este chakra rege a saúde da garganta, laringe, faringe, boca, ouvidos, canal dental, língua e pescoço. É responsável pelo metabolismo, crescimento, renovação celular e a formação óssea. O chakra laríngeo é o portal da comunicação como expressão, verbalização dos pensamentos e dos sentimentos bons ou maus. Demais informações - Sistema: respiratório. Glândula: tireóide. Campo áurico correspondente: superior. Cor associada: azul e também o verde claro. Mantra associado: HAM (pronunciado sete vezes para euquilíbrio básico). Elemento: éter. Princípio básico: ressonância do ser. Estado interior: síntese de ideias em símbolos. Estado exterior: vibração. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: tagarelice, criticismo, sarcasmo, ansiedade, irritabilidade, inquietação, nervosismo, egoísmo, intolerância, mudanças de humor, crescimento irregular de uma parte do corpo ou órgão, doenças do sistema nervoso, garganta ou ouvidos, gagueira, introspecção, afonia, atrofia de qualquer membro ou órgão. Em equilíbrio: plena comunicação verbal do plano mental e sentimental, boa interação familiar e social, direção dos objetivos, criatividade, autocontrole, educação. Alimentos: frutas. Verbo: falar. Cristais: turquesa, quartzo azul, água marinha dentre outros de cor azul claro ou esverdeada. Necessidades: alimentos assimiláveis e sono variável. 
Uso excessivo do azul leva à dependência emocional e à melancolia. Ausência leva ao desequilíbrio desse chakra.

(6) CHAKRA FRONTAL: Também conhecido como chakra do terceiro olho ou Ajna (saber além da matéria). Localizado na região central da testa, acima e entre as sobrancelhas. Está associado ao sexto sentido que representa  nossa intuição e percepção mediúnica. Este chakra rege a saúde dos olhos, fossas nasais, cérebro, cerebelo, neurônios, eletricidade nervosa e cerebral. Neste centro energético   não existe a força do ego tão estabelecida nos três  primeiros chakras ou o domínio de si, nos dois anteriores. No chakra frontal  desenvolve-se a filosofia, a arte e a espiritualidade e dessa forma podemos associar  o terceiro chakra (plexo solar) ao hemisfério cerebral esquerdo (lógica, razão, ciência) e o sexto (chakra laríngeo), ao hemisfério direito (abstração, sentimento, arte). Demais informações - Sistema: metabólico. Glândula: hipófise ou pituitária. Campo áurico correspondente: causal. Cor associada: índigo ou violeta. Mantra associado: OM ou KSHAM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico).  Princípio básico: Autoconhecimento. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: Irracionalidade, alucinação, incoerência, fanatismo, paranoia, psicose, desequilíbrio endócrino, alergia respiratória, doenças do sistema nervoso simpático, das fossas nasais (sinusite, rinite) e olhos,  depressão, fatalismo, baixa autoestima, perda de memória, esquizofrenia, hipocondria, letargia, falta de crenças. Em equilíbrio: autoconhecimento, poder mental e espiritual, compreensão do universo cósmico e telúrico, encontro com o "eu  superior", intuição, percepção, sabedoria atávica. Verbo: ver. Cristais: sodalita, lápis-lazúli, ágata azul rendada, dentre outros de cor azul escura. Necessidades: Alimentos leves, sono disciplinado.
Não há uso excessivo da cor índigo. Ausência leva ao desequilíbrio desse chakra.

(7) CHAKRA CORONÁRIO: Também conhecido como chakra da coroa ou Sahasrara (mil pétalas ou mil luzes do espírito). Localizado  na região acima da cabeça ou cocoruto. Está associado à transcendência. Este chakra é inexplicável. somente por intermédio do sexto chakra seria possível dislumbrar uma ínfima proporção de sua qualidade não terrestre. Suas energias  são extremamente inacessíveis ao ego humano, somente perceptíveis por alguém iluminado como um perfeito iogue ou um sacerdote muito puro por exemplo. Ele é o elo entre o ser humano e o universo espriritual, do contato com os mestres superiores ou divindades - não confundir com religião, religiosidade ou devoção que são atributos do chakra cardiaco. Podemos definir que o chakra base regula o instinto humano; o umbilical e o plexo solar administram o plano da consciência terrestre, o cardíaco e o laríngeo equilibram os intercâmbios pessoais, coletivos e espirituais; o frontal e o coronário suscitam o universo inconsciente, o transcendente. Dessa forma o primeiro chakra está conectado ao plano terrestre e o sétimo ao universo espiritual. No organismo este chakra rege a saúde do DNA, da memória genética, tectônica, nuclear. Demais informações: Sistema: endócrino. Glândula: pineal.  Campo áurico correspondente: espiritual. Cor associada: violeta ou incolor. Mantra associado: OM (pronunciado sete vezes para equilíbrio básico). Princípio básico: ser puro. Em desequilíbrio - dilacerado ou obstruído: degeneração celular, deformidade orgânica ou mental evoluída durante a existência (pós-nascimento) e no ventre materno. O desequilíbrio sempre estará  conectado com outro chakra, por exemplo: loucura (frontal); câncer (cardíaco); diabetes (plexo solar); artrite (umbilical); osteoporose (base); entre outras possibilidades. A desarmonia com o mundo humano existe por razões carmáticas, tanto do espírito quanto da família que o acolhe; Síndrome de Down, autismo, esquizofrenia, hermafroditismo, xifopagia. Em equilíbrio: transpessoalidade, autoconhecimetno, amor incondicional, compreensão dos desígnios divinos, da vida e da morte. Alimento: jejum. Verbo: saber. Cristais: ametista, quartzo transparente, diamante, dentre outros de cor violeta. Necessidades: liberdade na alimentação e no sono.
Não há uso excessivo da cor violeta. 

(Estas informações foram retiradas, resumidas e adaptadas de textos dos livros: Curso completo de Terapia Holística & Complementar de Nei Naiff - ed. Nova Era - págs. 33, 51, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60, 61 e 215; e do livro: O Tarô da Saúde de Celina Fioravante - Ground Editora, pág. 81).









terça-feira, 22 de novembro de 2016

RISCOS DE USAR ROUPAS E PERTENCES DE OUTRAS PESSOAS: REALMENTE EXISTEM?

A maioria das pessoas pelo menos, já deve ter usado roupas ou  pertences de outras pessoas, sejam elas compradas em brechós, recebidas de doações ou mesmo emprestadas. Mas até que ponto as energias dessas pessoas podem influenciar nas que usam seus pertences ou ex-pertences? Lembrando que as energias tanto boas quanto ruins, existem em praticamente tudo nesta vida, porém é bom lembrar também que elas são transmutáveis e que energias e características de cada pessoa são duas coisas totalmente diferentes. 
Ninguém vai mudar o seu caráter só porque usou ou usa determinada roupa ou objeto de outra pessoa. Existem pessoas que se apegam demais nas suas roupas e demais objetos e isso pode causar uma energia nada agradável na pessoa que comprou ou adquiriu de alguma forma tais pertences. No entanto, tudo vai  depender da sensibilidade, das crenças e principalmente da fixação mental de quem adquire.

Existem casos em que pessoas que faleceram  se apegaram tanto em vida nos seus pertences aqui  na terra -  e isso inclui não somente nas roupas, mas também na casa, no carro e demais pertences - que é muito comum quando outra pessoa tenta adquirir o que lhes pertencia, sentir um certo desconforto ou até mesmo uma certa repulsa, tamanho o apego dessas pessoas. Isso é muito mais comum do que se imagina e devemos nesses casos, ficar bem atentos à nossa intuição e sensibilidade espiritual antes mesmo da aquisição desses objetos ou bens, pois não se trata de uma pessoa em vida que teve de alguma forma que dispor do que não lhe servia mais, mas sim de alguém que já não pertence mais a esta vida e que não terá mais oportunidade de adquirir outros pertences. Entretanto a pessoa que tenta comprar ou pegar já sente suas vibrações negativas antes mesmo de tentar possuir o objeto "apegado" e acaba desistindo da aquisição. Se porém,  mesmo assim insistir, provavelmente poderá ter problemas posteriormente.

No que se refere às roupas e demais acessórios como sapatos, bijuterias, bolsas, etc de outras que doaram ou venderam ou mesmo quiseram emprestar e ainda estão em vida, não há do que se preocupar, mesmo sendo de pessoas desconhecidas, desde que você se sinta bem na hora de possuir ou pegar emprestado. Caso contrário, não insista. Tanto pessoas céticas, quanto espiritualizadas não vão se deixar influenciar pelas energias alheias se no primeiro caso (céticas) não acreditam em nada disso e portanto não sentem nenhuma vibração, quanto de uma pessoa que segue sua intuição e espiritualidade quando não sentem que há algo errado com aquilo que vão pegar.
Mas ainda existem aqueles que sentem uma certa dúvida depois que adquiriram tais pertences, principalmente quando começam a surgir problemas repentinos e associam essas aquisições com esses mesmos infortúnios, mas não querem dispor das roupas ou objetos, devido à dúvida: "Será que é da roupa/objeto que adquiri ou algo  alheio a isso?" Se você tem dúvidas mas não quer desfazer do que já é seu, existem boas alternativas que se continuarem seus problemas, provavelmente eles serão de outras fontes.
Eis o que você pode fazer para acabar com suas dúvidas:


- Lave as roupas e passe-as (se assim o tecido permitir) e limpe bem os objetos que adquiriu, antes mesmo de usá-los.
- Ao dormir, faça uma oração (um pedido ao seu Anjo da Guarda, Mentor ou Ser Espiritual em que acredita) para que revele se aquela roupa ou pertence está mesmo influenciando em sua vida negativamente; e por fim, uma prece (mentalização fixa positiva), colocando a(s) roupa(s) ou objeto(s) ao lado da sua cama ou debaixo do seu travesseiro. Com certeza, você terá um aviso. Se for um aviso de negatividade  do que possuiu, mentalize sua transmutação para positivar essas energias, abençoando a pessoa a que pertencia as roupa(s) ou objeto(s) e transmitindo-lhes paz.
- Outra maneira, é acender um incenso de arruda para fazer uma limpeza nos pertences enquanto apela para que a transmutação seja realizada.
- Deixar uma drusa de cristais ou algumas dessas pedras de proteção como turmalina negra, ametista, olho de tigre, olho de boi, olho de gato, enxofre ou perídoto em cima da roupa/objeto e usar ela consigo. A drusa é somente para deixar em cima da roupa/objeto enquanto não estiver em uso.
- Deixar de molho por algumas horas, depois de lavadas as roupas, em galhinhos de arruda e um pouco de sal grosso ajuda e muito. Depois é só enxaguar.
- Para quem trabalha com a radiestesia fica bem mais fácil e prático saber quais são as energias que estão atuando, com ajuda de um  instrumento adequado que pode ser o pêndulo, mais comumente utilizado pelos radiestesistas. Se você não é radiestesista mas tem a oportunidade de consultar um, será ótimo.

Por fim, se você tem receio de que tudo isso possa acontecer com você, não aceite nada emprestado, mesmo que alguém insista e nem adquira nenhuma peça de roupa ou acessório usado. Os receios e as dúvidas em possuir algo usado são seus piores inimigos e mesmo que não haja nada de mal, sua própria mente fixa nos medos e dúvidas, atrairá o pior para você.





 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

FRASES INSPIRADORAS DE CHICO XAVIER

Impossível esquecer o legado de Chico Xavier, suas inúmeras obras e mensagens inesquecíveis! Aqui, um breve resumo de sua biografia:
Francisco Cândido Xavier nasceu em 2 de abril de 1910 numa cidade mineira de Pedro Leopoldo recebendo o nome de batismo de Francisco de Paula Cândido, mais conhecido como Chico Xavier. Filho  de João Cândido Xavier e de Maria João de Deus. Em 1915 foi morar com sua madrinha Maria Rita de Cássia, depois da morte de sua mãe. Em 1917 se livrou dos maltratos de sua madrinha e foi morar com Cidália Batista, a nova esposa de seu pai que reuniu todos os filhos do primeiro casamento. Chico Xavier começou a trabalhar em uma fábrica de tecidos em 1919 e concluiu o curso primário em 1923.
Em 1925 começou a trabalhar no armazém de José Felizardo Sobrinho, em Pedro Leopoldo.
Seu primeiro contato com o Espiritismo se deu em 1927 quando sua irmã ficou doente e foi levada em uma casa espírita para ser curada. Chico começou então a participar ativamente no Centro  Espírita Luís Gonzaga, fundado por seu irmão, José Xavier. Neste mesmo ano, realizou sua primeira psicografia.
Em 1931 conversou pela primeira vez com seu mentor espiritual Emmanuel. Escreveu seu primeiro livro mediúnico intitulado Parnaso de além-túmulo, uma coletânea de poemas assinados por grandes poetas brasileiros já falecidos: Castro Alves, Casimiro de Abreu e Augusto dos Anjos, dentre outros.
Em 1939 psicografou livros do escritor Humberto de Campos, falecido em 1934, e no mesmo ano lançou o livro Crônicas de além-túmulo, com textos do escritor.
Em 1944 foi processado pela família de Humberto de Campos que exigiu parte dos direitos autorais dos livros psicografados por Chico Xavier. Para evitar polêmica, Humberto de Campos passou a assinar com o pseudônimo de Irmão X. Neste mesmo ano, publicou o livro Nosso Lar, psicografado pelo espírito André Luiz, que vendeu mais de um milhão e duzentas mil cópias.
Em 1946 passou por problemas de saúde, vítima de tuberculose.
Em 1960 publicou o livro Mecanismos da mediunidade em parceria com o médium Waldo Vieira.
em 1963 aposentou-se depois de 30 anos de trabalho como auxiliar de serviços e daí  passou a intensificar seu trabalho de assistência social junto à comunidade espírita de Uberaba.
Em 1965 viajou para os Estados Unidos com o objetivo de difundir o Espiritismo. Em 1972 concedeu entrevista a um programa na TV Tupi que deu picos de audiência atingindo mais de 20 milhões de telespectadores. Foi indicado  para concorrer ao Prêmio Nobel da Paz de 1981. 
Em 1985 em julgamento histórico , seu pai João Francisco de Deus foi inocentado  da acusação de matar  sua mulher; sua defesa usou psicografias feitas por Chico Xavier e ditadas pelo espírito Cleide, mulher de João, que nas mensagens, inocentou o marido da culpa.
Em 1995, após um enfisema pulmonar, Chico  Xavier ficou bastante debilitado e preso numa cadeira de rodas.
Publicou seu último livro (dos mais de 400) em 1999, intitulado  Escada de luz. Poderia ter ficado rico com suas obras, mas doou  tudo o que ganhou em direitos autorais para instituições de auxílio ao próximo.
Faleceu  no dia 30 de junho, dia em que o Brasil comemorava a conquista do pentacampeonato mundial de futebol.
Viveu até o seu último dia com o salário de sua aposentadoria, sem usufruir materialmente dos ganhos obtidos com suas obras.

A seguir, separei algumas frases mais conhecidas e marcantes desse nosso grande mestre:

"Embora ninguém possa voltar atrás para fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora a fazer um novo fim."

"A desilusão de agora será bênção depois."

"Se Allan Kardec tivesse escrito que "fora do espiritismo não há salvação", eu teria ido por outro caminho. Graças a Deus ele escreveu "Fora da Caridade", ou seja, fora do Amor não há salvação."

"Sem a idéia da reencarnação, sinceramente, com todo o respeito às demais religiões, eu não vejo uma explicação sensata, inclusive para  a existência de Deus."

"Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar. As facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito."

"Uma das mais belas lições que tenho aprendido com o sofrimento: não julgar, definitivamente não julgar a quem quer que seja."

"Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor. Magoar alguém é terrível!"

"O bem que praticares em qualquer lugar é seu advogado em toda a parte." 

"A crítica dos outros só poderá trazer-lhe prejuízo se você a consentir."

"A melhor maneira de aprender a desculpar os erros alheios é reconhecer que também somos humanos, capazes de errar talvez ainda mais desastradamente que os outros."

"Ajude conversando. Uma boa palavra auxilia sempre."

"Cada criatura constrói na própria mente e no próprio coração o paraíso que a erguerá ao nível sublime da perfeita alegria, ou o inferno que a rebaixará aos mais escuros antros de sofrimento."

"Dentro da visão espírita-cristã, céu, inferno e purgatório começam dentro de nós mesmos. A alegria do bem praticado é o alicerce do céu. A má intenção já é um piso para o purgatório e o mal devidamente efetuado, positivado, já é o remorso que é o princípio do inferno."

"Nada se realiza de útil e grande sem a coragem."

"Não critiques. A lâmina de nossa reprovação volta-se invariavelmente contra nós, expondo-nos as próprias deficiências."

"Ninguém recolhe o bem sem conquistá-lo e ninguém recebe o mal sem atraí-lo."

"Quem se aceita como é, doando de si à vida o melhor que tem, caminha mais facilmente para ser feliz como espera ser."

"Se quiser realmente ver o teu maior inimigo, pára por alguns instantes à frente de um espelho."

"Sempre que chamados à crítica, respeitemos o esforço nobre dos semelhantes. Para construir, são necessários amor e trabalho, estudo e competência, compreensão e serenidade, disciplina e devotamento. Para destruir, porém, basta às vezes, uma só palavra."

"Todas as vitórias são frutos substanciosos da perseverança."

"Perante Deus toda pessoa é importante."

"Quem perdeu a própria fé nada mais tem a perder."

"Recorda: felicidade é uma construção a fazer. o alicerce está em ti mesmo."

"O seu pior momento na vida é sempre o instante de melhorar."

"Somos livres para decidir sobre os nossos atos, muito embora nos tornemos escravos de suas consequências."

"Compreender constantemente. Trabalhar sempre. Descansar quando se mostre necessário a pausa de refazimento. Parar nunca."

(trechos retirados do livro - O Mestre Chico Xavier -  de Luis Eduardo Matos)








 

terça-feira, 8 de novembro de 2016

CONHEÇA AS VIBRAÇÕES DOS DIAS DA SEMANA

Os dias da semana possuem uma correspondência planetária astrológica e suas vibrações peculiares.
Antigamente valorizava-se muito o dia da semana em que uma pessoa nascia, muitas vezes dando às crianças nascidas em determinado dia da semana um nome que combinasse com as vibrações daquele dia.
Na verdade, tudo nesta vida vibra alguma energia peculiar e os dias da semana não poderiam deixar de ter também suas vibrações específicas.
Para saber qual dia da semana você nasceu, existem sites específicos para isso em que você digita sua data de nascimento e aparece o seu dia da semana.

Mas independentemente do seu dia da semana natal, você pode utilizar o dia da semana que mais você se identifica para aproveitar melhor suas vibrações que o mesmo oferece. Porém, assim como existem as vibrações positivas, o inverso também existe. Todas as coisas têm suas polaridades. Entretanto você pode ver melhor qual delas você mais se adapta.
Também algumas cartas do Tarot de Marselha (principalmente dentre os 22 arcanos maiores) podem corresponder a cada dia da semana e sabendo disso, aproveitar os conselhos. Dentre as cartas, escolhi somente uma para cada planeta correspondente ao dia da semana, mas cada um pode escolher a sua ou acrescentar outras cartas também. Claro que para  tudo isso se faz necessário  que se creia e interaja com essas vibrações, tanto planetárias quanto das cartas, caso contrário não vai funcionar, justamente pela ausência de sincronicidade que toda falta de crença possui.
Seguem abaixo os dias da semana e suas respectivas  correspondências planetárias, suas cartas do Tarot e consequentemente suas vibrações correspondentes:

DOMINGO: Correspondência planetária - SOL - Carta do tarot correspondente -  O SOL: Vibrações positivas: Otimismo, alegrias, realizações, esclarecimentos, afeto correspondido, riqueza de espírito. Vibrações negativas: Falta de esclarecimento, dúvidas, irrealizações, grande tristeza, afeto não correspondido, pobreza de espiritualidade. Conselhos: Pare sempre  quando houver algum problema de difícil solução. Respire fundo, aceite as coisas como elas são e acredite em dias melhores. Busque a espiritualidade, e espere sua luz brilhar novamente.

SEGUNDA-FEIRA: Correspondência planetária - LUA - Carta do tarot correspondente - A LUA: Vibrações positivas: Sensibilidade, criatividade, imaginação fértil, empatia, sonhos, mistérios que inspiram. Vibrações negativas: Medos, desilusões, mistérios que perturbam, insensibilidade. Conselhos: Ouça e siga sempre sua intuição. Espere as coisas clarearem na sua mente  para poder decidir com mais firmeza. Use sua criatividade e use os medos ao seu favor, nunca contra.

TERÇA-FEIRA: Correspondência planetária - MARTE - Carta do tarot correspondente - O CARRO: Vibrações positivas: Impulso, decisão, avanço, determinação. Vibrações negativas: Agressividade, impaciência, tentativa de controle sobre as pessoas. Conselhos: Utilize seu impulso e agressividade na medida certa sem tentar controlar coisas e pessoas. Use sua inteligência e poder de lutar contra os obstáculos.

QUARTA-FEIRA: Correspondência planetária - MERCÚRIO - Carta do tarot correspondente - O MAGO: Vibrações positivas: Iniciativa, grande força de vontade, potencial para realizações, comunicação, curiosidade. Vibrações negativas: Fofocas, preguiça, comunicação ineficiente, quer fazer tudo ao mesmo tempo e acaba não tendo iniciativa. Conselho: Use seu poder de comunicação mais do que teu próprio potencial para realizar o que mais te interessa. Evite as dispersões e a preguiça, mas se ela estiver latente, espere a fase passar.

QUINTA-FEIRA: Correspondência planetária - JÚPITER - Carta do tarot correspondente - O DIABO: Vibrações positivas: Grande poder e energia. Instinto para sobrevivência, ambições. Vibrações negativas: Excessos, mau uso dos instintos e das energias, ou perda de energia para o bem. Desejos de domínio sobre as pessoas. Ambição desmedida. Conselho: Controle os excessos e use suas energias para o bem de si e dos outros.

SEXTA-FEIRA: Correspondência planetária - VÊNUS - Carta do tarot correspondente: OS ENAMORADOS: Vibrações positivas: Afetividade, união, harmonia dos opostos, beleza, relacionamentos benéficos. Vibrações negativas: Indecisão, traição, confusão, desunião. Conselho: Não decida na dúvida. Procure o equilíbrio. Seja leal e opte sempre em decidir pelos sentimentos nobres, não pelas emoções vulgares ou frívolas.

SÁBADO: Correspondência planetária - SATURNO - Carta do tarot correspondente: O IMPERADOR: Vibrações positivas: Responsabilidade, amadurecimento, poder e controle sobre as emoções. Realização. Liderança. Vibrações negativas: Inflexibilidade, rigidez, controle abusivo, possessividade. Conselho: use sua coragem e liderança para lidar com obstáculos, mas controle sua possessividade a qualquer custo.



Se você nasceu num determinado dia da semana, isso não quer dizer que você venha ter obrigatoriamente esses atributos planetários e as mesmas vibrações deles e das cartas, pois tudo vai depender da integração de vários fatores. Portanto é apenas uma probabilidade.
Caso queira dar início a algum projeto ou objetivo, veja as vibrações desse dia da semana e veja se coincide.





 

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

CRISTAL PARA CADA UM DOS 22 ARCANOS DO TAROT

Cada arcano do tarot possui uma energia peculiar que se baseia num determinado cristal com vibrações mais ou menos parecidas. Aqui escolhi criteriosamente uma pedra para cada arcano do tarot de Marselha, mas que podem servir para outros tipos de tarot que tenham os 22 arcanos maiores. Essas pedras ou cristais são as mais comuns e ideais para serem utilizadas como amuleto dentro de um saquinho de tecido de algodão branco ou escuro (consulte sua intuição) para ser levado sempre consigo a fim de atrair energias positivas.
Se tiver dúvida de qual pedra utilizar, você poderá escolher uma das 22 cartas que mais te atrair  ou mesmo ver qual carta saiu para seu signo nas previsões mensais. Também poderá ver a descrição de cada cristal citado; escolher o que mais te atraiu e ver a carta correspondente para se identificar com a carta.
Seguem abaixo palavras-chave de cada arcano do tarot e sua pedra ou cristal correspondente. Mais abaixo, a descrição sucinta, mas útil, de cada pedra  nas partes energética e emocional, junto com as respectivas fotos para melhor orientação:

O LOUCO -  palavras-chave: mudanças/fuga/liberdade - pedra: quartzo transparente.

 O MAGO - palavras-chave: início/força de vontade/poder místico - pedra: quartzo azul.

A PAPISA - palavras-chave: análise/sabedoria intuitiva/passividade - pedra: sodalita.

A IMPERATRIZ - palavras-chave: beleza/fertilidade/criatividade - pedra: jaspe vermelho.

O IMPERADOR - palavras-chave: poder/realização - pedra: hematita.

O PAPA - palavras-chave: conselho/proteção/moralidade - pedra: topázio imperial.

OS ENAMORADOS - palavras-chave: harmonia entre opostos/escolha/união - pedra: quartzo rosa.

O CARRO - palavras-chave: triunfo através de obstáculos/avanço - pedra -  opala.

A JUSTIÇA - palavras-chave: ordem/equilíbrio racional/ação e reação - pedra: quartzo rutilado.

O EREMITA - palavras-chave: solitude/longo planejamento/ sabedoria de mestre - pedra: turmalina azul.

A RODA DA FORTUNA- mudanças de ciclo/instabilidade/sorte - pedra: aventurina.

A FORÇA - palavras-chave: magnetismo/domínio do instinto - pedra: jaspe leopardo.

O PENDURADO - palavras-chave: inércia/auto-sacrifício/espiritualidade - pedra: labradorita.

A MORTE - palavras-chave: transformação/renascimento/cortes - pedra: âmbar.

A TEMPERANÇA -  palavras-chave: paciência/proteção angelical/harmonia entre opostos - pedra: ametista.

O DIABO - palavras-chave: excessos/subserviência/energias  desequilibradas - pedra: olho de tigre.

A TORRE - palavras-chave: rompimento/libertação - pedra: obsidiana negra.

A ESTRELA - palavras-chave: esperança/pureza/inocência - pedra: amazonita.

A LUA -  palavras-chave: intuição/mistérios/imaginação  - pedra: pedra da lua.

O SOL - palavras-chave: iluminação/otimismo/realização - pedra: pedra do sol.

O JULGAMENTO -  palavras-chave: espera de resultados/renascimento/auto-crítica - pedra: cornalina.

O MUNDO - palavras-chave: completude/fim de ciclo e início de outro - pedra: kunzita.


SIGNIFICADO DE CADA PEDRA CITADA, POR ORDEM ALFABÉTICA:

AMAZONITA: Uma das pedras sagradas dos índios. Regula e amplia o poder do pensamento e estimula a clarividência para quem trabalha com artes divinatórias. Também acalma os nervos, combate transtornos do sono de ordem emocional, traz equilíbrio, tolerância e paciência. Ativa a criatividade.



ÂMBAR: Uma gema orgânica, composta de resina fossilizada. Afasta tudo que é negativo; previne contra falsidades, traz beleza, satisfação, auxilia na meditação e harmoniza a alma. Traz autoconfiança, alegria de viver e evita doenças psicossomáticas.



AMETISTA: Considerado um cristal altamente espiritual e protetor; Trabalha com o lado espiritual, o místico e o psíquico; traz compreensão e ajuda na ligação com seres espirituais iluminados.  combate o estresse e a depressão, traz calma e harmonia.


AVENTURINA: Um tipo de quartzo e já foi um talismã muito popular entre os jogadores, pois acreditavam que esta pedra trazia sorte e atraía dinheiro. Aumenta os poderes mentais, traz sorte, paz e cura. Traz confiança diante da vida, dissipa o medo  e combate reações psicossomáticas.



CORNALINA: Um tipo de calcedônia vermelha usada pelos antigos para acalmar a raiva, a inveja e o ciúme. Traz vitalidade, alegria de viver e coragem; fortalece o poder de decisão e traz discernimento nos casos de amor e amizade.


HEMATITA: Um mineral que contém a metamorfose, a força e o etério, a terra e o ar. Sua essência é vermelha apesar de ser escura. Absorve radiações da terra e da água. Dá disposição para o trabalho, coragem, alegria de viver, traz independência, força para alcançar metas, clareza, objetividade  e foco.



JASPE LEOPARDO: Trabalha com o lado feminino do sucesso, ou seja, a criatividade e a intuição. Atenua e evita impulsos destrutivos, impõe respeito à natureza, aumenta a sensibilidade, dissipa medos. É muito usado para equilibrar a agressividade de pessoas que maltratam os animais.



JASPE VERMELHO: Traz beleza e charme; combate  energias e sensações negativas, harmoniza, traz satisfação em todos os tipos de relacionamento, responsabilidade, segurança e flexibilidade.



KUNZITA: Expande a energia amorosa do coração e une as pessoas no  amor.Ilumina e atrai o amor, parceria e qualidade de vida. Combate os temores e as doenças psicossomáticas.



LABRADORITA: Descoberta no século XIII em Labrador, no Canadá.
Promove os poderes ocultos, o psiquismo, a imaginação e equilibra a alma. Traz harmonia em ambientes. Acalma, equilibra os sentimentos como raiva, egoísmo, egocentrismo, fortalece a memória, remove bloqueios inconscientes, traz compreensão e solidariedade.



OBSIDIANA NEGRA: Trabalha com proteção em geral, cura de males, afasta o negativismo, elimina tensões e incentiva qualidades masculinas.

OLHO DE TIGRE: Usado para cura e proteção. Elimina o mal, traz concentração, confiança e iniciativa. Dissipa obsessão, ansiedade e letargia.


OPALA: Apresenta-se em várias cores. A mais conhecida  é a branca  leitosa e translúcida. Todas as opalas trabalham com fluxo e movimento, polaridades e mudanças. combate o autismo, a dislexia e problemas psíquicos. Muito usada para projeção astral e previsões intuitivas.



PEDRA DA LUA: É encontrada nas cores:  azul, branca, rosa,  alaranjada e marrom. Está ligada à Lua  e suas influências na Terra. Os antigos combinavam a pedra da lua com as fases da Lua para: crescimento (lua crescente), renovação (lua nova), abundância (lua cheia) e neutralização (lua minguante). Possui energia feminina, atrai o amor, a fertilidade, a saúde e o equilíbrio da alma. Ajuda na receptividade e intuição.



PEDRA DO SOL:  os antigos acreditavam que ela protegia a Terra contra males. Possui energia masculina, luz, calor no coração, coragem e proteção. Traz vontade de viver, energia sexual, fortalece a alma e combate a melancolia.



QUARTZO AZUL: É conhecido como o quartzo da comunicação. Traz serenidade, esperança, comunicação, expressão, neutraliza traumas, acalma e fortalece a criatividade. 

 QUARTZO ROSA: Propicia amor universal, união, amizade, beleza, compreensão, bem-estar, elevação de sentimento, autoaceitação e harmonia entre opostos.

QUARTZO RUTILADO: Pedra da verdade e proteção. Protege, estimula o raciocínio e o poder de decisão. Traz coragem, determinação e felicidade.


QUARTZO TRANSPARENTE: Kristallos em grego significa gelo e os povos antigos acreditavam que o quartzo transparente era gelo petrificado.  Popularmente chamado de cristal e é o mais conhecido de todas as culturas.  Considerado um cristal "coringa", pois atua em todos os chacras. Sua energia é ampla e atua na cura de todos os bloqueios físicos e emocionais. Possui energia de cura, purificação, limpeza física,  emocional e espiritual, clareza mental e intuição. Neutraliza as radiações. Traz equilíbrio, sabedoria e luz. 



SODALITA: Tem esse nome devido à grande concentração de sal em sua composição (grego: soda = sal; lítio = pedra). Outra pedra da intuição, proteção, cura, inspiração e sabedoria. Traz aprendizado, libera temores, sensação de culpa; promove o amadurecimento, o desenvolvimento, a estabilidade e melhora dos objetivos na vida.



TOPÁZIO IMPERIAL: Os povos antigos acreditavam que esta gema trazia ao seu portador luz para a escuridão, proteção e alegria de viver. Protege contra inveja, intriga, doenças, loucura,magia negra e morte súbita. combate a insônia, o sonambulismo, esgotamento e a depressão. Propicia alegria, humor, relaxamento, calma e luz.

  TURMALINA AZUL: É a pedra dos pulmões e do oxigênio. Previne perturbações da mente, traz independência e autoconfiança.



Obs.: As características de cada pedra foi tirada do livro Cristais - Um Universo Em Suas Mãos.



 

 






Código de Ética do Tarot: Eu adoto!